Acessibilidade

Tamanho da Fonte

Alto contraste
Ir para o conteúdo 1 Ir para o menu 2 Ir para o rodapé 3
TCE/TO > Sala de imprensa > Notícias > “Ele era Assim” é lançado na Corte de Contas

“Ele era Assim” é lançado na Corte de Contas

10 Visualizações
Publicado: 21 de novembro de 2018 - Última Alteração: 7 de abril de 2020

Tamanho da Fonte

Livro eterniza a história do conselheiro Antônio Gonçalves.

“Me sinto realizada e muito agradecida por eternizar a história de Antônio Gonçalves de Carvalho Filho, primeiro presidente do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE/TO)”, relata emocionada, Terezinha Ramos Toledo, filha de criação do ex-presidente e autora do livro “Ele era Assim”, lançado na tarde desta quarta-feira, 21. A sessão de autógrafos foi realizada no hall de entrada da Corte de Contas com a presença de familiares, servidores e comunidade em geral.

 

Segundo a autora, o ex-presidente era um grande herói. “Ele era uma pessoa de caráter irrepreensível, um grande espírito humanitário, altruísta, que possuía o que é muito raro em um homem público: o senso de justiça e uma enorme vontade de zelar pelo bem coletivo”, ressaltou em seu discurso.

 

O lançamento contou com a participação do procurador-geral de Contas, Zailon Miranda Labre Rodrigues, que parabenizou a autora pelo registro da história do conselheiro. “Antônio Gonçalves era um pai para todos que chegavam nesta Corte de Contas, sendo sua história cruzada com a fundação desta instituição”, destacou.

 

Para o servidor Raimundo Nonato Gomes Monturil, o lançamento do livro no TCE/TO é muito importante para rememorar aos servidores e familiares a importância do trabalho realizado pelo ex-presidente. “Para mim é muito gratificante, pois foi uma pessoa exemplar, transparente, uma pessoa verdadeira”, relata ele que é neto do homenageado.

 

Também integram o quadro de servidores da Corte de Contas, os filhos do ex-presidente, Antônio Delfino Guimarães Sobrinho e Ana Rosa Guimarães Fonseca.

 

A obra é o primeiro livro de Terezinha Ramos Toledo e possui duzentas páginas.