Acessibilidade

Tamanho da Fonte

Alto contraste
Ir para o conteúdo 1 Ir para o menu 2 Ir para o rodapé 3
TCE/TO > Sala de imprensa > Notícias > Comitê estratégico e gerentes de metas se reúnem para análise crítica das ações de 2017

Comitê estratégico e gerentes de metas se reúnem para análise crítica das ações de 2017

10 Visualizações
Publicado: 22 de junho de 2017 - Última Alteração: 22 de junho de 2017

Tamanho da Fonte

Plano Estratégico está no seu segundo ciclo e vai até 2021.

Em reunião realizada na tarde desta quinta-feira, 22, a Assessoria Especial de Planejamento e Desenvolvimento Organizacional, o Comitê Estratégico e os gerentes de metas fizeram uma análise crítica dos objetivos, resultados e não-conformidades das ações referente à execução do plano Estratégico do TCE/TO e propuseram medidas corretivas.

A conselheira Doris de Miranda Coutinho, que está à frente do Comitê de Gestão de Pessoas, falou dos desafios que tem de enfrentar, juntamente com sua equipe. “Precisamos buscar um elemento externo de motivação (dos servidores) e explorá-lo. Devemos nos reunir e pensar nesse elemento como válvula propulsora, bem como voltar nossa atenção nas ações que já estão sendo executadas e com isso despertar lideranças e vontades”, destacou.

Os responsáveis pelo Comitê de Tecnologia da Informação, conselheiro substituto Moisés Labre e o diretor de Informática, Francisco de Assis, pontuaram as ações em execução e as necessidades futuras.  “Não alcançamos ainda o topo da nossa meta, mas a partir das deliberações do comitê estratégico poderemos fazer esse acompanhamento dos resultados e demonstrar a importância do investimento que deve ser feito e que vai beneficiar o Tribunal”, disse Francisco de Assis.

Também foram tratados na reunião a estruturação da ouvidoria do TCE/TO, o incentivo ao controle social e a participação da sociedade nas ações de controle externo. De acordo com Carolina Oliveira, responsável pela ouvidoria, é preciso um esforço maior para atingir os resultados esperados. “Precisamos nos esforçar para qualificar as demandas que entram e saem da ouvidoria e trabalhar principalmente o público interno do TCE/TO, para que as respostas dadas ao público externo sejam úteis”, finalizou.

Também apresentou sua análise de metas a assessora da presidência, Dhenia Gerhardt, que falou da necessidade de ampliar a satisfação dos cidadãos com o atendimento do TCE/TO e dos critérios para a carta de serviços ao cidadão.

Já a diretora de Controle Externo, Welane Monteiro Dourado da Silva, abordou a meta de garantir a qualidade do controle externo e atingir padrões de qualidade. O conselheiro substituto Moisés Labre demonstrou o quadro do andamento da meta de apreciar, até o final de 2017, todos os processos autuados até 2015.

O chefe de gabinete da presidência, Flávio Godinho, tratou do fluxo dos processos finalísticos, que está dentro do objetivo de aperfeiçoar a governança e a gestão organizacional para garantir a celeridade e tempestividade das apreciações e julgamentos.

Ainda na reunião, o diretor-geral de Administração e Finanças, Juxson Alves Pereira, trouxe orientações sobre sistema de frequência, solicitações de férias e segurança nos prédios do TCE/TO.

Por fim, presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Manoel Pires dos Santos, ressaltou sua satisfação com o desempenho da equipe nas ações do planejamento estratégico para o crescimento do TCE/TO e mencionou algumas das dificuldades e limitações que precisam ser superadas.

IMG 2446

IMG 2471

IMG 2481

IMG 2489

IMG 2497

IMG 2500

IMG 2507

IMG 2509

IMG 2517