Acessibilidade

Tamanho da Fonte

Alto contraste
Ir para o conteúdo 1 Ir para o menu 2 Ir para o rodapé 3
TCE/TO > Sala de imprensa > Notícias > TCE/TO também participa da campanha Novembro Azul

TCE/TO também participa da campanha Novembro Azul

17 Visualizações
Publicado: 3 de novembro de 2014 - Última Alteração: 3 de novembro de 2014

Tamanho da Fonte

Conscientização para a saúde do homem é foco do movimento

O Tribunal de Contas do Tocantins (TCE/TO) também adere à Campanha Novembro Azul, movimento esse que tem o intuito de conscientizar a população masculina sobre a prevenção do câncer de próstata visando diminuir a taxa de mortalidade, que ainda é alta.

 

O Novembro Azul é desenvolvido nacionalmente pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, uma iniciativa que já faz parte do calendário nacional das campanhas de prevenção no Brasil. O objetivo é combater a doença e, principalmente, motivar a população masculina a fazer exames preventivos.

 

Novembro Azul no TCE/TO

O lançamento da Campanha Novembro Azul no Tribunal de Contas será nesta quarta-feira, 5, durante a sessão Plenária. Representante da Secretaria Municipal de Saúde de Palmas falará sobre a iniciativa. Serão distribuídos laços feitos com fitas azuis para que os servidores usem como símbolo da prevenção da doença.

 

O Prédio principal do Tribunal também ganhará luzes na cor azul. Além disso, o Edifício Ruy Barbosa exibirá um laço azul, símbolo que representa a luta contra o câncer de próstata.

 

Palestra

No dia 7 de novembro, o médico urologista, Mário Sérgio de Marco Sansana, ministrará palestra sobre o tema para os servidores do Tribunal. A palestra será às 14h, no auditório do TCE/TO.

 

Câncer de próstata

O câncer de próstata é mais incidente que o câncer de mama, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), que em sua estimativa 2012/2013 apontou 60.180 novos casos da doença e 52.680 de mama. Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), em 2009, constatou que o preconceito com o exame de toque retal ainda é forte no Brasil. Apenas 32% dos homens brasileiros declararam já ter feito o exame.

 

*Fonte: http://www.sbu.org.br/?campanha-novembro-azul