Acessibilidade

Tamanho da Fonte

Alto contraste
Ir para o conteúdo 1 Ir para o menu 2 Ir para o rodapé 3
TCE/TO > Sala de imprensa > Notícias > Representantes da Corregedoria se reúnem para ajustar detalhes de novo sistema

Representantes da Corregedoria se reúnem para ajustar detalhes de novo sistema

182 Visualizações
Publicado: 16 de agosto de 2022 - Última Alteração: 17 de agosto de 2022

Tamanho da Fonte

Ferramenta garante mais celeridade e transparência

Os servidores da Corregedoria do Tribunal de Contas do Tocantins (TCE/TO), coordenados pelo conselheiro corregedor, Severiano Costandrade, se reuniram na manhã desta segunda-feira, 15, no gabinete da Quarta Relatoria, para alinhar os últimos detalhes do sistema que será implantado neste segundo semestre de 2022.

O “Tarrafa” é uma metodologia baseada em risco para classificação e seleção automática de processos para correição. A boa prática já é realizada na Corte de Contas do Estado do Amazonas e foi compartilhada com o TCE/TO. A novidade está prevista no Plano Anual de Correição e será apresentada nos próximos dias para a presidência e demais unidades do tribunal.

Sobre o sistema

No tribunal tocantinense, o Tarrafa utilizará a base de dados do e-Contas para monitorar a situação dos processos em tramitação. São seis critérios de pontuação: tempo de permanência do processo no setor, tempo desde o recebimento, tempo desde a última providência, reentradas no setor, tempo de vida e tempo no estoque inativo.

A nota de corte definida é de 400 pontos, levando em conta os seis critérios. Ou seja, se o processo atingir essa pontuação, o servidor responsável recebe uma notificação.

De acordo com o conselheiro corregedor, o sistema possibilitará um acompanhamento com maior transparência dos processos que tramitam na instituição, refletindo em uma melhor governança sobre a prestação jurisdicional, celeridade e efetividade do trabalho da Corte.

Além do corregedor, participaram da reunião o assessor da corregedoria, Heliar Peu; a assessora da relatoria Dagmar Gemelli e os servidores da corregedoria Isadora Carneiro e Edmilson Gemelli.