Acessibilidade

Tamanho da Fonte

Alto contraste
Ir para o conteúdo 1 Ir para o menu 2 Ir para o rodapé 3
TCE/TO > Sala de imprensa > Notícias > Governança: TCE/TO estará presente em Grupo de Trabalho nacional

Governança: TCE/TO estará presente em Grupo de Trabalho nacional

20 Visualizações
Publicado: 21 de julho de 2014 - Última Alteração: 21 de julho de 2014

Tamanho da Fonte

GT construirá indicadores de governança no setor público

Representantes de Tribunais de Contas de todo o país se reunirão, a partir desta terça-feira, 22, em Brasília. A intenção é agregar todos os integrantes do Grupo de Trabalho (GT) que será responsável pela construção de indicadores de governança no setor público, em parceria com o Tribunal de Contas da União (TCU).
O Tribunal de Contas do Tocantins (TCE/TO) será representado pelo auditor substituto de conselheiro Orlando Alves da Silva.
Essa primeira reunião do grupo terá duração de três dias, finalizando na quinta-feira, 24.

Grupo
A criação do novo GT foi deliberada durante Assembleia do Instituto Rui Barbosa (IRB), em abril deste ano, já que o Instituto é responsável por ações de capacitação e pesquisa no âmbito das Cortes de Contas do país.

O trabalho a ser desenvolvido na área de governança já foi realizado na esfera federal pelo TCU, mas agora, a intenção é ampliar para estados e municípios. O objetivo final é contribuir para a melhoria da governança e do desempenho da gestão pública.

Governança
O tema “governança” já foi abordado pelo TCE/TO durante o programa Agenda Cidadã, realizado no fim de abril. Na oportunidade, o presidente do TCU, Ministro Augusto Nardes, fez vários alertas sobre a boa administração pública. “Um prefeito não pode sentar na cadeira e achar que é dono do município”, enfatizou, chamando a atenção dos presentes para a necessidade de os agentes públicos conhecerem a realidade da região em que atuam e terem consciência de que trabalham para a sociedade.

Segundo o presidente do TCU, entre os desafios para melhorar a capacidade de gestão está o de ampliar a motivação das pessoas que trabalham na administração pública e a coordenação entre esferas de governo e poderes.