Acessibilidade

Tamanho da Fonte

Alto contraste
Ir para o conteúdo 1 Ir para o menu 2 Ir para o rodapé 3
TCE/TO > Sala de imprensa > Notícias > Novos passos para a implantação da Inteligência Artificial e inserção do TCE na Rede Nacional de Governança

Novos passos para a implantação da Inteligência Artificial e inserção do TCE na Rede Nacional de Governança

19 Visualizações
Publicado: 27 de setembro de 2019 - Última Alteração: 27 de setembro de 2019

Tamanho da Fonte

Reuniões no TCU e UNB marcam agenda de compromissos em Brasília

O Tribunal de Contas do Tocantins (TCE/TO) dá mais um passo para a implantação da Inteligência Artificial (I.A.) no sistema e-Contas, com enfoque na elaboração das decisões e de Jurisprudência. A ação inovadora foi o tema de reunião realizada na tarde desta quinta-feira, 26, na Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec), em Brasília – DF. A Finatec é uma fundação de apoio à pesquisa, credenciada para prestar serviços à UnB, já que é sua instituição de origem.

 

Participaram do encontro o presidente do TCE/TO, conselheiro Severiano Costandrade, a diretora-geral de Controle Interno, Dagmar Gemelli e o diretor-geral do Instituto de Contas 5 de Outubro, Júlio Edstron Secundino Santos. Pela UnB estavam os professores Mamede Said, diretor da Faculdade de Direito da universidade, Henrique Araújo Costa, professor de Direito Processual Civil e Pesquisador de Direito e Tecnologia e Suellen Carvalho, analista de prospecção.

 

O conselheiro presidente destaca que a iniciativa representa uma grande evolução no trabalho desenvolvido pelo tribunal. “Sem esse viés tecnológico não é possível alcançar a modernização, agilidade e eficiência a que nos propomos”, disse o conselheiro.

 

Entenda
As tratativas para a implantação da Inteligência Artificial na Corte tocantinense tiveram início ainda no primeiro semestre de 2019. Reuniões e videoconferências foram realizadas para alinhar o projeto.

 

A I.A. desenvolvida pela UNB, no campo do Direito, representa inovação no atributo de executar com sucesso tarefas intelectuais, com rendimento extraordinário em diversas funções de forma viável e segura atendendo demandas da jurisprudência. A partir da sua implantação, por meio de convênio entre TCE/TO e UNB, o software terá um mecanismo próprio e eficaz utilizando de processos internos do início ao fim.

 

TCU
Audiência com o Ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), também integrou a agenda dos representantes do TCE/TO na capital federal. Foram discutidas questões institucionais, como a implantação do compliance e governança nas Cortes de Contas, a inserção do TCE na Rede Nacional de Governança e a necessidade de difundir essa atuação para os demais Poderes.

 

Além do Ministro, do presidente TCE e do diretor do Instituto de Contas, também participaram da reunião o advogado João Benício Aguiar e o chefe de gabinete do ministro.