Acessibilidade

Tamanho da Fonte

Alto contraste
Ir para o conteúdo 1 Ir para o menu 2 Ir para o rodapé 3
TCE/TO > Sala de imprensa > Notícias > Alunos da Escola Estadual Vila União visitam o TCE e são orientados sobre o Controle Social

Alunos da Escola Estadual Vila União visitam o TCE e são orientados sobre o Controle Social

249 Visualizações
Publicado: 3 de junho de 2022 - Última Alteração: 8 de junho de 2022

Tamanho da Fonte

Programa tem como objetivo realizar ações educativas com jovens do Tocantins

O Tribunal de Contas do Tocantins recebeu a visita de 45 alunos e quatro professores da Escola Estadual Cívico-Militar Vila União, em Palmas, na tarde desta sexta-feira, 3 de junho. Os estudantes da 1ª e 2ª série do ensino médio visitam o memorial e a Biblioteca da Corte, além de participarem de exposições sobre Controle Externo e Social. A iniciativa faz parte do programa Fomentando o Controle Social, realizado por meio do Instituto de Contas 5 de Outubro (Iscon).

O programa tem como objetivo realizar ações educativas ou de orientação, que contribuem para o fortalecimento do Controle Social na sociedade e suas representações, por meio de visitas guiadas de escolas, universidades e outras instituições.

Na ocasião, os estudantes, guiados pelo servidor da Corte, Paulo Marcos Pinto de Souza, conheceram o Memorial do TCE, que conta a história da Corte de Contas, e também as dependências da Biblioteca Conselheiro José Ribamar Meneses, onde o servidor Antonio de Pádua, apresentou aos alunos sua estrutura e acervo.

“Para falar a verdade, cheguei aqui sem saber muito sobre o que era o Tribunal de Contas, mas aqui aprendemos sobre isso, e conhecemos também um pouco da história. É muito importante conhecermos mais sobre a fiscalização pública, até para que possamos repassar esse conhecimento para outras pessoas. Aconselho a todos a virem conhecer o TCE/TO”, destacou o estudante Carlos Filho dos Santos.

“Achei muito interesse essa visita para a gente poder saber onde o nosso dinheiro está sendo investido, conhecer um pouco sobre o trabalho que acontece aqui (no Tribunal). Aprendi um pouco sobre qual o papel dos conselheiros e como o dinheiro público é fiscalizado”, ressaltou a aluna Ingrid Barros, que lembrou ainda do que foi falado sobre como funcionam as sessões do Pleno e das Câmaras.

A coordenadora pedagógica da instituição, Jane Lucy Sousa, explicou a importância da visita para os alunos, que na escola, têm aulas que trabalham educação fiscal e financeira com os professores de matemática através de um projeto. “A visita ao Tribunal de Contas veio para somar e complementar com esse aprendizado que os alunos já vêm adquirindo na escola”, finaliza.

A diretora do Instituto de Contas, Márcia de Carvalho Ribeiro, explicou que o programa Fomentando o Controle Social faz parte do Planejamento Estratégico e do Plano Anual de Formação e Capacitação.

Ela pontuou ainda que o projeto é realizado pelo Iscon desde 2015, e já recebeu cerca de mil alunos ao longo desses anos. Por conta da pandemia, as visitas foram suspensas. Sobre o retorno, ela ressalta que “foi gratificante receber os alunos da Escola Estadual Vila União, pois é de grande importância compartilhar com a sociedade a ideia de que os agentes de controle somos todos nós, cidadãos, exercendo seus direitos de zelar, acompanhar e até denunciar a má aplicação do dinheiro público, bem como o uso inapropriado do bem público”, destacou.

O servidor da Assessoria de Comunicação, Fernando Passos, apresentou aos estudantes um trecho da sessão plenária desta semana e explicou um pouco sobre como funcionam as sessões, citou alguns dos tipos de processos analisados pelo Pleno e Câmaras, além de explanar um pouco sobre a Ouvidoria do TCE, como ferramenta essencial para o controle social.

Já o auditor de Controle Externo Buenã Porto Salgado apresentou aos alunos “a Importância do Controle Externo e a Fiscalização”, onde ele mostrou as atribuições do TCE, suas competências e função como agente fiscalizador dos recursos públicos. “Nossa missão aqui é fiscalizar a administração pública”, afirmou o auditor. Ele lembrou aos estudantes também sobre o quanto o controle social atua lado a lado do controle externo.